crônica 27

O homem dos sonhos

Outro dia falei para alguém que meu marido era o homem dos sonhos, dos meus pelo menos!

Ele é educado, ele é divertido, é apaixonado e comprometido, mas calma...tem defeito, como qualquer homem. 

Às vezes finge que não está me escutando...varre a casa pra mim e já sai de gabando. Faz a compra do mês quando vai no mercado, prioriza a  cerveja e esquece meus congelados.

Mesmo assim ele é o marido sonhos, dos meus pelo menos.

É o primeiro á me incentivar nos meus projetos e o último a me apontar defeitos.  Ela aceita meu choro contido na TPM e também meus ataque de desespero.

Vez ou outra me pergunto se casamento é tudo igual e aí lembro que aqui em casa não tem o tal  futebol de domingo, entao não posso nem reclamar.

Aqui entre nós até confesso, tenho lá meus defeitos. Que mulher não reclama? Só implica quem ama.

Mesmo assim ele não é de cobrar. Eu em compensação...exijo até nota fiscal de localização e pontualidade.

Tem dias que estou bem, outros bem louca, mas ele está aqui, por inteiro, sempre sorrindo, sempre  feliz, tomando uma cervejinha gelada e vendo televisão.

Me irrita? Às vezes muito! Outras vezes não...

Como não amar?

É o homen dos sonhos sim, dos meus pelo menos e repito : Tem defeitos, ô se tem...Faz mal não,  no fundo a gente sabe que a gente tem também!

Rio de Janeiro - 2016 - Todos os direitos reservados no EDA - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

Taynara Prado