crônica 36

E hoje faz 11 anos que você se foi Mamãe. 

De repente me dei conta de que daqui a pouco teremos mais anos separadas, do que juntas. Terei muito mais saudades do que memórias. Muito mais vazio do que histórias. E aí achei pela primeira vez a vida aqui em baixo tão injusta. Logo eu, acostumada a ver o colorido em tudo....Que nos momentos de mais angústia sempre agradeci por ter sido sua filha , ainda que a nossa caminhada tivesse sido determinada com uma duração tão curta...

A vida nem sempre é justa....Mas ela também não é cruel de propósito...

A nossa história nem sempre é feliz...

Mas as tristezas não são ataques pessoais....

Nosso destino nunca foi e nem sempre será só amor....

Mas nem por isto ele deixa de ser tão precioso.

Tem dias que sou tomada pelos sentimentos mais amargos e doloridos a cada vez que a saudade me toma conta, a cada vez que o vazio não se preenche....

E Hoje ... tão perto do dia das mães, reclamo de tudo... da distância, da saudade, da falta que você faz , das cicatrizes tão vivas e tão abertas em mim. Sinto contrariedade mas também amor... Sigo sem sombra de dúvidas com a certeza de que me falta  algo sem dúvida... me faltam tantas partes de você... me falta esse conjunto todo de mãe! O que certamente não me falta é gratidão... Por tudo que fomos uma para a outra. Pelo que nos tornamos juntas. Por tudo de mais doce e importante que vivemos. Pelo que você plantou em mim.... pelo irmão que me deixou.... Quanto mais os anos passam, maior a certeza de que nosso encontro está tão perto. E quando me lembro disso já sinto a esperança tomando conta dos meus espaços , da maneira como você sempre ensinou ....E aí novamente sorrio . Tão você....Tão seu jeito....O tal legado de mãe... enraizado no meu peito. 

Quem bom que você renasce em mim todas as vezes que eu penso em desabar mamãe ! 

É quando eu entendo que nada acontece em vão... a tal sabedoria que me inunda vendo todo o tempo passar....

Feliz dia das mães, feliz aniversário em um novo plano espiritual, feliz dia ,feliz tudo! Você mais do que ninguém merece ser tão feliz!

Taynara Prado - Rio de Janeiro - 2017-Todos os direitos reservados no EAD - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro

Taynara Prado