Partida de Futebol

Minhas amigas que me perdoem mas nós mulheres (falo da maioria e não de você) temos predisposição genética dos ancestrais para problematizar demais os homens.

Em curtas palavras, ele não ligou no dia seguinte porque não quis. Ele não dá a mínima se você vai usar o sapato preto com o acessório dourado ou a bolsa de mão com o vestido rodado. Ele não quer ter que escolher.

Ele ( quase sempre!) não gosta de fazer compras com você e não está empenhado em discutir a relação. Ele acha isso um saco. Se ele está em silêncio é porque não quer falar. Se está pensativo é provável que seja fazendo o cálculo de rodada do Brasileirão.

Ele não sabe a diferença entre os tons de luzes do seu cabelo e isso não significa que ele não preste atenção na sua aparência.

Ele não vai reparar se você ganhou peso e não notará se perdeu 700 gramas. Ele não é adivinha, não tem como entender suas crises, não sabe seus ciclos menstruais (a menos que anote) nem calcula o período de sua TPM. Se você espera por compreensão e por um chocolate...Então peça compreensão e um bom chocolate.

Eles não estão interessados em nenhum papo que dure mais de 20 minutos com as palavras conexão emocional, sinergia, interação a dois e uma lacuna entre nós. Não ele não tem outra (eu acho!), não te ama menos, não está frio e distante, não te acha feia ou gorda e nem tem problemas de intimidade. Ele é apenas um ser mais brando, com objetivos e percepções diferentes do que é uma relação à dois. Frustrante eu sei.

Na semana passada quase pedi o divórcio em um surto de TPM por opiniões diferentes do que considero a programação perfeita de um feriado. Ele disse: ‘’ Não vou desistir de você ‘’. Me senti a mulher mais amadado mundo e ele o artilheiro de seleção. Notou que fez Gol.

Dizem que Casamento é assim, uma partida de futebol diária. Se pra um termina em sexo para o outro termina em beijo. Se pra um shopping é remédio pro outro silêncio é desejo.

Na dúvida pare de problematizar demais os homens. Quer sincronia sobre os assuntos falados? Ligue pra sua melhor amiga! Sempre dá certo... o resto é ajuste....

Taynara Prado - Rio de Janeiro - 2016 - Todos os direitos reservados no EDA - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.