Starbucks...

Quando eu era criança meu sonho era ter um quarto azul.

Sempre quis um quarto listrado estilo náutico, que pra falar a verdade até hoje desejo, mas dadas as circunstâncias da infância, cor de menino e cor de menina ainda existia naquela época, acabou que não tive. 

Quando comecei a escrever por volta dos  18 anos embarquei para um curso de inglês em São Francisco e foi na primeira viagem realmente sozinha que  decidi que tornaria esse hobby a minha profissão.

Passei então a sonhar com um escritório só meu. Imagine...quem não quer uma espaço só seu pra poder trabalhar?

Só que naquele frio de inverno da Califórnia eu não tinha espaço porque dividia  um quarto com uma coreana, nem dinheiro além do curso que estava pagando, nem paradeiro fixo porque o estudo  era temporário, pra poder montar uma espécie de office....E  foi aí que descobri no Starbucks um cantinho pra chamar de meu....

Tem coisa melhor do que sair de um frio congelante ou de 40 min de viagem de metrô e entrar naquela casinha aconchegante para tomar um café gostoso e aquecer seu coração? Acredite não tem.

Eu sempre fui viciada em café, mas a perspectiva de um sofá confortável , bancadas por todos os lados e todas aquelas pessoas  ao seu lado estudando, digitando, passando o tempo ou se concentrando me faziam muito mais feliz do que o gole de café em si. Tornava minha solidão menor, minha inspiração maior e meus sentimentos mais brandos porque a saudade de casa, essa sim uma hora aperta.

Quase 10 anos se passaram desde a primeira vez em que escrevi meu primeiro texto sentada no Starbucks com um capuccino ao lado.Ainda não tenho um escritório azul , náutico pra chamar de meu , mas quer saber ? Foi melhor assim. Passei a ter uns 700 escritórios pelo mundo desde então....

É lá  aqueço meu coração , me inspiro , escrevo, me sinto plena , produtiva e feliz...

E você ? Onde fica seu escritório pelo mundo?

Faça suas regras, um bom office é onde as pessoas menos esperam.

Taynara Prado - Rio de Janeiro - 2016 - Todos os direitos reservados no EDA - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.