Milagre...

Sempre ouvir dizer que o nascimento de uma criança é a mais perfeita celebração do milagre da vida. Parece obvio, até que o bebê seja seu, da sua família ou de alguém próximo...

Quando nasce uma criança nasce com ela uma mãe.

Há quem diga que aqueles 50 minutos da cesárea (ou 18 horas de trabalho de parto) seja um divisor de águas. 

Quem era você antes daquele pacotinho chegar? Não se lembra mais…e quer saber? Tanto faz. O importante é o agora, com ele aqui, pertinho do seu peito.

É no nascimento de uma criança que o passado deixa de fazer sentido, o presente é recheado de inseguranças e o futuro traz a certeza mais bela: Você nunca mais estará sozinha.

É no nascimento de uma criança que a família volta a vibrar como em campeonato de Copa do Mundo. Tem comemoração que não acaba mais.....O primeiro sorriso, a primeira papinha, o primeiro passinho, quando bate palminha.

Todo mundo volta a ser criança. 

É o avô que pega no colo e mostra as plantinhas, é a tia que carrega no braço e faz voz de bebê. É o pai que tem medo de ‘’ quebrar’’ o filhote e observa atento. É a madrinha que tira mil fotos a todo momento.

No aniversário de 1 ano é palma que não acaba mais. Todo mundo comemora, vibra, chora, sorri, se abraça, tira foto, passa o bebê de coloco em colo e celebra outra vez! Mais um que veio para ficar!

Você pode até dizer que é no parto que celebramos o milagre da vida.

Mas o milagre, milagre mesmo... vem no novo olhar dos adultos diante do mundo que é apresentado para aquele pequeno bebê.  O seu bebê.

Milagre da vida é um adulto voltar a contemplar os passarinhos quando a criança o vê voar pela primeira vez. É voltar a observar os peixinhos para que ele o descubra também pela primeira vez. É sentir no toque dos pés o gramado, a areia, o riacho e o mar.  Tudo é novo pra ele e de alguma forma para você também.

Milagre mesmo é olhar nos olhos daquele pinguinho de gente e se perguntar: Como é que ele me ensina tanto?

No fim das contas ele só veio ao mundo para ser puro amor e fofurice, já você…..você sim, renasce. 

Sejam bem vindas pequenas sobrinhas!  Há uma Copo da Mundo preparada nessa família!

E aqui a gente vibra em dose dupla.... 

Taynara Prado - Rio de Janeiro - 2016 - Todos os direitos reservados no EDA - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.