Multitarefas

Às vezes tenho  a sensação de que estou sempre em dívida com a vida.

Fico me perguntando se mais alguém se sente da mesma maneira ou se só eu me sinto em falta com alguma coisa.

Se você é mãe , esposa, trabalha fora e cuida da casa , você  deveria andar por aí com uma medalha no peito. Sem exagero! 

Eu que não tenho filhos já me sinto multi tarefas no limite , imagina você que acumula mil e uma funções da própria vida e da extensão dela: as crianças.

A impressão que a gente tem é que quanto mais o tempo passa mais a gente se sobrecarrega. 

O sol nasce e já estamos de pé desempenhando mil e uma funções em tarefas domésticas , profissionais, burocráticas e digitais que nos ocupam grande parcela do tempo. Somos os maestros na orquestra sinfônica da nossa própria jornada. 

Dia após dia enfrentamos o desafio de cumprir compromissos que se multiplicam enquanto o tempo corre, mas no fundo... no fundo quem corre mesmo é a gente. 

Ao deitar a cabeça no travesseiro , fico sempre com a sensação de que estou em dívida com algo.

É o presente de aniversário de alguém que me esqueci de comprar , aquela conta da casa que não deu tempo de pagar, meia dúzia de e-mails não respondidos ou a unha das mãos que estão por fazer. 

O mundo te cobra eficiência, agilidade e se brincar até beleza, e  você  que é biologicamente treinada para fazer milhares de coisas ao mesmo tempo até que se sai bem em todas as tarefas. Mesmo sabendo que elas nunca acabam e amanhã o malabarismo segue adiante... 

Taynara Prado - Rio de Janeiro - 2017-Todos os direitos reservados no EAD - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro