Horas

 

Tenho horas de riso

Tenho horas de sono

 

Tenho horas de orgulho

Tenho horas de engano

 

Uma hora te odeio

Outra hora te amo

 

Certas horas me basto

Outras horas te chamo

 

Passo horas te ouvindo

Gasto horas contando

Os minutos incertos

Dos caminhos dispersos

E as vontades insanas

De estar com você

 

Taynara Prado - Rio de Janeiro - 2016 - Todos os direitos reservados no EDA - Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.